Você sabe como funciona o motor da sua moto? - Facility ABM

Você sabe como funciona o motor da sua moto?

7 de janeiro de 2021
Você sabe como funciona o motor da sua moto?


Todos os anos, o mercado de motocicletas apresenta novidades para os amantes das duas rodas. De acessórios a sistemas eletrônicos e melhorias de segurança até o coração da moto: o motor. O que muita gente não sabe é que existem muitos tipos de motores de motos, cada um com particularidades para atender às necessidades dos diferentes motociclistas. 

O FUNCIONAMENTO DE UMA MOTO

Todas as motos têm um motor que converte o movimento alternado dos pistões em movimento rotativo (assim como o motor de um carro).

A transmissão, como o próprio nome já diz, é quem transmite o envio do movimento alternado dos pistões para a roda traseira. Quando a roda traseira começa a girar, a moto se impulsiona para a frente.

No guidão, as manetas permitem ao motociclista manobrar a embreagem e o travão dianteiro, enquanto os dois pedais possibilitam a mudança de marcha e o controle sobre o travão traseiro.

OS COMPONENTES PRINCIPAIS DE UM MOTOR DE UMA MOTO

O motor é o principal componente de uma moto, então, para saber como ele funciona, é preciso conhecer suas principais partes:

1. Válvula de admissão, balancim e mola
2. Tampa de válvulas
3. Duto de admissão
4. Cabeçote
5. Bloco de motor
6. Cárter
7. Óleo e água
8. Comando de válvulas
9. Válvulas de escape, balancim e mola
10. Vela de ignição
11. Duto de escape
12. Biela e mancal de biela
13. Virabrequim

COMO FUNCIONA O MOTOR

A culatra
É uma peça de motor que pode ser construída com diferentes materiais, dependendo do modelo da moto: ferro modelo, liga leve ou alumínio. Sua função é servir de fechamento para as câmaras de combustão do motor.

Os cilindros
O motor de uma moto pode ter até seis cilindros, que são peças, claro, de forma cilíndrica que suportam trabalhos em altas temperaturas. Sua missão é servir de “pista” para o movimento dos pistões.

Os pistões
Eles são os guias do movimento da biela e movem-se pelo interior dos cilindros, verticalmente apenas. Com seu movimento, eles passam a energia dos gases da combustão para a biela.

As bielas
Servem de união entre o pistão e o virabrequim. Como o pistão se move verticalmente, de cima para baixo, as bielas movem-se da esquerda para a direita, transmitindo o dinamismo do pistão ao virabrequim.

O virabrequim
É um eixo que se une às bielas e que se move de forma ensaiada com elas e os pistões. O movimento rotativo do virabrequim é o que já se transmite às rodas da moto.

As velas
São peças que fazem parte do sistema de ignição do motor. Com uma faísca, fazem a ignição da mistura de combustível e ar nos cilindros acontecer.

As válvulas
Seu papel é regular a entrada e saída de ar e combustível da câmara de combustão, além de gerir a expulsão dos gases que ela gera.

TIPOS DE MOTOR

Monocilíndrico
Possui apenas um pistão e menos peças internas e, portanto, é mais compacto. Destacamos sua capacidade de gerar torque mesmo em baixas rotações, o que torna esse motor ideal para situações que exigem força. O baixo consumo de combustível também é uma vantagem do motor monocilíndrico.

Bicilíndrico
Trabalha com dois cilindros e dois pistões, assim, desenvolve o torque em faixas médias de giros, dando mais estabilidade e conforto.

Tricilíndrico
Ainda não é muito popular, mas o motor de três cilindros vem conquistando espaço no mercado. O motivo é a sua capacidade de desenvolver uma rotação maior do que o bicilíndrico e com um nível muito baixo de vibração. Tem bom funcionamento em médios e altos giros, garantindo um ótimo desempenho da aceleração e das retomadas.

Tetracilíndrico
Maiores, complexos e caros: os motores tetracilíndricos são perfeitos para quem gosta de fazer longas viagens. Tem uma vibração baixíssima e alto desempenho em médias e altas rotações.

Agora ficou mais fácil de entender como funciona a sua moto e as peças do motor, né? Se você curtiu este post, não deixe de conferir também este conteúdo: Dicas para uma direção segura da sua moto.