Tecnologia a favor do motorista - Facility ABM

Tecnologia a favor do motorista

9 de julho de 2020
Tecnologia a favor do motorista

A tecnologia está nas mãos da maioria das pessoas e agora também tem se tornado um item muito importante na hora de decidir qual modelo levar da concessionária.

Há uma tendência de mercado para os modelos com maior conectividade!

Agora, podemos conectar nossos smartphones e escutar nossas playlists favoritas no spotify, enquanto o gps nos direciona ao destino.

Porém, este não é o único benefício da tecnologia na vida dos condutores.

Uma pesquisa feita pela Consumer Reports, uma organização independente e sem fins lucrativos que trabalha pela transparência no mercado de consumo, aponta que recursos avançados de assistência ao motorista (ADAS, na sigla em inglês) têm feito a diferença na segurança de motoristas e passageiros. O levantamento foi feito junto a consumidores que forneceram informações sobre cerca de 72 mil veículos à entidade.

Entre os recursos, estão sistemas de alerta de colisão frontal, frenagem de emergência automática e aviso de ponto cego. As tecnologias utilizam câmeras, radares e outros sensores e o processamento de informações por computadores para identificar riscos e ativar mecanismos que impedem os acidentes.
Dos participantes, 57% relataram que pelo menos um recurso avançado de assistência ao motorista presente em seus veículos impediu alguma colisão.

Os entrevistados mostraram maior satisfação com a frenagem de emergência automática, o controle de cruzeiro adaptativo (que mede a velocidade do carro e mantém uma distância estipulada do veículo à frente) e o aviso de ponto cego.

O sistema que mais contribuiu para evitar colisões foi o aviso de ponto cego, destacado por 60% dos entrevistados. O alerta de tráfego cruzado traseiro e a travagem automática traseira (que emitem alerta e param o carro quando o veículo está em marcha ré e existe algum obstáculo) impediram colisões traseiras para 52% dos entrevistados. O controle de cruzeiro adaptativo foi relevante para 19%.

Dessa forma, concluímos que a tecnologia pode ser uma grande aliada ao motorista, caso utilize com inteligência.