Roubaram meu carro. E agora? O que fazer?

Roubaram meu carro. E agora?

31 de agosto de 2021
Roubaram meu carro. E agora?

Com certeza, essa é uma situação daquelas pelas quais ninguém espera passar, mas que infelizmente acontece muito. Inclusive, durante o período da pandemia, o número de roubos e furtos de carro cresceu mais de 14%, no Brasil. Por isso, manter seu carro protegido é algo muito importante.

 

Assim como, saber o que fazer, caso você seja vítima de um roubo ou um furto de carro, também é muito importante. Por conta disso, preparamos um pequeno passo a passo para ajudá-lo, caso aconteça com você.

 

Primeiramente, registre um B.O.

 

Respire, se recupere do susto e chame a polícia para realizar um boletim de ocorrência. Quanto antes você fizer isso, melhor. Com o B.O registrado, a polícia consegue mobilizar suas unidades na região, para tentar recuperar seu veículo, além de o documento ser algo fundamental para buscar a sua indenização.

 

Quanto mais informações constarem no seu B.O, melhor. Por isso, é importante tentar se lembrar do máximo de detalhes do roubo, como local, horário, informações sobre o veículo, se houve testemunha ou não, etc.

 

Também é importante avisar à Polícia Rodoviária Federal, pois, caso quem cometeu o crime tente realizar uma fuga para outras cidades, ele poderá ser interceptado.

 

Entre em contato com a sua proteção veicular para receber seus benefícios.

 

Para isso, você precisará do Boletim de Ocorrência e documentos pessoais do carro.

 

Sendo assim, recomendamos ter sempre cópias desses documentos para o caso de eles serem roubados junto com o seu carro.

 

Além disso, existem algumas coisas que você pode fazer para dificultar o roubo do seu carro, e evitar todos esses passos descritos acima.

 

. Alarme: para ser disparado em caso de alguma tentativa de furto.

 

. Corta-Corrente: também conhecido como “corrente”, ele é um dispositivo que impede a partida do veículo, impossibilitando de ligá-lo.

 

. Bloqueador: caso o alarme ou outro dispositivo de segurança do veículo seja disparado, ele corta a alimentação de combustível do veículo. Ele também pode ser acionado por meio de um botão secreto no carro, um controle remoto ou por aplicativos de smartphones.

 

. Rastreamento Veicular: dispositivos que utilizam, em sua maioria, serviços de GPS para localizar seu veículo onde ele esteja.

 

. Travas: podem ser de volante, de pedal e de freio de mão e marcha. Elas impedem o acionamento do local onde são colocadas.

 

. Insufilm e Películas de Segurança: reduzem em até 75% a visibilidade dos vidros, impedindo que pessoas mal-intencionadas consigam enxergar com facilidade o interior do veículo, reduzindo as chances de roubo. Porém, existem limites de visibilidade que devem ser mantidos para cada parte do carro. 75% para o para-brisa, 70% nos vidros laterais dianteiros e 28% nos vidros traseiros.

 

Esperamos ter ajudado você a sanar suas dúvidas sobre esse assunto e relembrar que, com a Facility, você pode ficar tranquilo com relação ao seu veículo.

 

Tem Facility, tá tranquilo.