Os riscos de dirigir manuseando aparelhos celulares

Quando o assunto é a condução de um automóvel, devemos sempre preservar a nossa segurança e de todos os envolvidos no trânsito, que inclui também pedestres e ciclistas. Por mais que as condições adversas possam interferir na nossa segurança no trânsito, o principal motivo de acidentes é o descuido dos motoristas –  especialmente pelo uso do celular.

De acordo com o Detran, o uso dos celulares no trânsito aumenta em 400% o risco de acidente. Com a evolução tecnológica tão presente nas nossas vidas, esse risco se torna cada vez maior.

Dirigir é uma tarefa que exige 100% da atenção dos motoristas, por isso é tão importante estarmos totalmente focados no trânsito.

Ao se tratar do uso do celular na condução de um veículo, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) havia reservado apenas um inciso tutelar para o tema.

Vejamos:

Art. 252. Dirigir o veículo:

VI – utilizando-se de fones de ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular;

Infração: média;

Penalidade: multa.

No inciso V, dizia somente: “com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a marcha do veículo ou acionar equipamentos e acessórios do veículo” (nessas situações, o condutor sofrerá a mesma penalidade do inciso VI).

Não havia uma infração específica quanto ao uso de aparelhos celulares, mas devido ao alto índice de acidentes, o CTB acrescentou o seguinte parágrafo ao inciso V do Art. 252:

“Parágrafo único. A hipótese prevista no inciso V caracterizar-se-á como infração gravíssima no caso do condutor estar segurando ou manuseando telefone celular.”

Como se trata de uma descrição mais específica da infração, hoje, o condutor que for flagrado segurando ou manuseando um aparelho celular enquanto dirige é enquadrado de acordo com o que diz o único parágrafo.

Muito além de nos preocuparmos com as penalidades pelo uso do aparelho celular no trânsito, devemos nos preocupar com a segurança de todos.

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina no Tráfego (Abramet), o uso do celular ao volante já é a terceira maior causa de mortes no trânsito. São cerca 150 mortes por dia no país. Quase 54 mil por ano.

A Abramet baseou os cálculos da pesquisa utilizando dados internacionais. Eles calcularam, por exemplo, que gastamos entre 8 e 9 segundos para atender uma ligação telefônica. Isso entre ouvir a chamada, localizar o aparelho, pegá-lo, desbloqueá-lo e atender a chamada. Se você estiver a 80km/h, percorrerá quase duas quadras desatento em relação ao trânsito.

Em relação as mensagens de texto, a Abramet calculou que levamos de 20 a 23 segundos para responder uma mensagem básica. Se você estiver a 60km/h, percorrerá quase quatro quadras dividindo a atenção entre o trânsito e o aparelho celular. Dificilmente você não encontrará um obstáculo pela frente.

 

Tanto os motoristas quanto os pedestres precisam estar cientes de que o trânsito exige uma ação colaborativa de todos os envolvidos. Motoristas devem seguir as leis, mas também devem estar totalmente atentos ao ambiente ao redor. A qualquer sinal de imprevisto, uma manobra defensiva poderá ser necessária para que um acidente seja evitado.

Não coloque a vida de ninguém em risco!

Tenha uma direção consciente e preserve vidas!

 

Gostou do nosso texto? Compartilhe nas suas redes sociais para que seus amigos também entendam o perigo de dirigir manuseando aparelhos celulares.

 

2018-07-09T17:47:29+00:00