O que são os clubes de motociclistas

O Brasil tem uma das maiores frotas de motocicletas do mundo. Nos últimos 15 anos a ela aumentou em mais de 400%, resultando em uma frota com mais de 20 milhões de motocicletas. Os motivos que levam o brasileiro a utilizar tanto a moto são dos mais diversos. Desde a versatilidade e economia até o simples gosto e prazer de andar de motocicleta.

Para esses fascinados em andar sobre duas rodas, uma alternativa interessante é criar, ou se juntar a, um clube de motociclistas. Assim um indivíduo pode se expor a diversas outras pessoas com gostos e personalidades similares à sua. Saiba um pouco mais sobre esses grupos.

A história sobre duas rodas

Um lugar de grande importância para o surgimento desses clubes foi o Estados Unidos. Um dos primeiros clubes de motociclistas foi o Clube de Motocicletas de Nova Iorque, que em 1903 se fundiu com o Clube Alfa de Motociclistas do Brooklyn e deram origem à Federação de Motociclistas Americanos. Outras fusões e mudanças ocorreram e estabeleceram o que hoje é chamada de Associação Americana de Motociclistas, que possuiu mais de 200 mil membros ativos e mais de 1200 clubes associados.

No Brasil, a histórias é diferente mas similar. Assim como nos Estados Unidos, a iniciativa desses clubes é proveniente de motociclistas individuais que buscavam se organizar em grupos com interesses em comum. Aqui, a primeira organização desse tipo a ser fundada foi o Moto Club do Brasil, que surgiu em 1927 no estado do Rio de Janeiro.

Em 1932 se funda o Moto Club de Campos, também no estado do Rio de Janeiro. Com o passar do tempo, nossa sociedade foi mudando e junto foram os clubes. Nos anos que seguiram o fim da Segunda Guerra Mundial (1945) as motocicletas foram se tornando cada vez mais populares. Esse aumento no número de motociclistas teve um reflexo direto no surgimento e no número de moto clubes.

Alguns dos maiores clubes do Brasil

Clubes que surgiram nesse período pós-Guerra incluiu o Zapata Moto Clube (1963 em São Paulo) e o Balaios Moto Clube (1969 no Rio de Janeiro). De lá para cá, muitos outros surgiram e se desenvolveram no país. O Abutre’s Moto Clube é um dos maiores, não apenas no país, mas na América Latina.

O Abutre’s, que se diz inspirado na liberdade e forte sentimento que o abutre simboliza, foi fundado em 10 de setembro de 1989. Ele é uma entidade não governamental que não realiza nenhuma apologia ao crime, discriminação, e nem possui vínculo religioso ou político. Eles também realizam ações sociais de impacto, como contribuir para organizações beneficentes como a Ação de Combate ao Câncer (AAC) e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).

Mais recente, porém já de um tamanho respeitável, é o Bodes do Asfalto Moto Clube. Eles são relativamente novos, o grupo se formando em 2003 na cidade de Feira de Santana, no estado da Bahia. Ele foi idealizado por Edson Fernando Sobrinho e possui representação em diversos locais do Brasil, assim como no exterior. O clube foi idealizado a partir de conversas entre Maçons e o clube carrega consigo alguns símbolos e nomenclatura da Maçonaria. Porém, como eles mesmos afirmam no seu site, eles não são extensão de uma loja maçônica e nem incorporam a hierarquia dela.

Os motociclistas na cultura

Desde que existem pessoas andando de motocicleta, existe a presença deles em filmes, livros e músicas. Isso não é de se surpreender quando levamos em consideração que para muitas pessoas ser um motociclista não é apenas andar de moto para ir ao trabalho, mas é um estilo de vida. Para essas pessoas, a moto é mais do que apenas um veículo.

É a representação de algo que permeia diversos aspectos das suas vidas. A moto está presente nas suas amizades, nos seus relacionamentos, nas suas formas de prazer e assim em diante. Por isso não é de se estranhar que o motoqueiro seja um personagem que aparece muito na nossa cultura, especialmente nos filmes.

Talvez o maior deles seja Sem Destino (Easy Rider, em inglês), de 1969. O filme, com Dennis Hopper e Peter Fonda, conta a história de dois motoqueiros que atravessam vários estados dos EUA em uma viagem após receberem uma grande quantia de dinheiro proveniente de venda de drogas. O filme é símbolo da liberdade e independência dos motociclistas, e logo se tornou um clássico.

Outra forma de vivenciar a moto

Os clubes de motociclistas são organizações ideais para quem quer participar de um grupo motivado por uma paixão comum. Para aqueles que desejam ter um grupo de amigos com os quais viajar, passear ou simplesmente conviver, a paixão pela motocicleta pode servir como elo que une as pessoas.

Caso você seja motociclista e esteja interessado em garantir a segurança da sua moto, assim como a sua própria segurança financeira, dê uma olhada no Programa de Benefícios Automotivos da Facility. A proteção veicular da sua moto não protege apenas seu bolso, mas a sua liberdade.

2017-11-01T16:39:37+00:00