O Porquê da Lei da Cadeirinha

Há tantas leis no Brasil que frequentemente nos vemos perdidos em imaginar para que tudo isso. De fato, a criação e aprovação de uma lei implicam em muitas razões. Nossas dúvidas persistem na pergunta “por que tantas leis se não são cumpridas?”

Somado a isso, há a sensação de injustiça. A multa de trânsito é para todos que estacionam em local proibido, mas porque sempre aquela pessoa que parou os cinco minutinhos – apenas os cinco minutinhos – é sempre multada…

Vamos falar sobre a lei da cadeirinha, uma lei muito válida. Uma lei muito importante para nós, mães – e pais – motoristas.

Trânsito Brasileiro

O trânsito brasileiro é um dos mais violentos do mundo. Essa violência toda não é medida apenas em acidentes, pequenas colisões e bate-boca entre motoristas mal-educados. Esta violência toda se apresenta no número de mortos, uma das maiores tragédias que acontecem em no trânsito brasileiro todos os anos. E não sou eu quem está dizendo, são dados da OMS.

A OMS, que é a Organização Mundial da Saúde, divulgou uma pesquisa para deixar qualquer um doente. O Brasil é o quinto colocado em mortes no trânsito no mundo. A pesquisa foi feita em 178 países, ou seja, quase todos do planeta, e nós ocupamos esta posição de destaque que não dá orgulho algum para nós.

Além do mais nem precisa viajar o mundo todo para saber que a situação do nosso trânsito está caótica. Basta dirigir pelas estradas brasileiras. Basta pegar as rodovias federais em uma longa viagem.

Falta de humor, associada à falta de paciência e ainda mais à falta de sinalização resultam em sobra de acidentes, em sobra de violência. E no meio de tudo isso, nós que só queremos nos locomover de um ponto a outro. A matéria completa que fala desta pesquisa está disponível neste link.

Como funciona a lei

A lei é fiscalizada por agentes de trânsito, bem como por policiais. Ou seja, se a criança, conforme as descrições da lei, não estarem de modo adequado dentro do carro, isso resulta em multa. Claro que nem de perto a multa deve ser o porquê da lei da cadeirinha.

Quem deve fiscalizar de verdade são os pais, cuja responsabilidade primeira é com os filhos. Multas vêm e vão, saúde e bem-estar são para sempre. De acordo com essa preocupação, cabe aos país prestarem atenção ao que está expresso na lei para o bom cumprimento dela.

As crianças são organizadas em três grupos, e para cada um há uma especificação diferente.

O primeiro grupo são das crianças de 1 a 4 anos de idade. Neste primeiro grupo, as crianças devem ir na cadeirinha, não sendo recomendado mais o colo dos pais ou de algum outro passageiro dentro do carro. O segundo grupo, de crianças de 4 a 7 anos, deve ir no booster ou acento de elevação.

O terceiro, e último grupo, são das crianças de 7 a 10 anos de idade. Este grupo, por fim, já pode ir no banco de trás do carro, usando o cinto de segurança, naturalmente.

O porquê da lei da cadeirinha

O primeiro impulso é pensar que a lei da cadeirinha é para enriquecer a indústria de multas, que já não é muito pobre… Ou, quem sabe, dar lucro aos fabricantes de cadeirinhas e booster. Se não, pelo menos dar capital às casas importadores que trazem estes equipamentos de fora do Brasil.

Gente, por mais que alguém irá lucrar com a lei da cadeirinha, esta não é a explicação mais importante, não é o verdadeiro porquê da lei. São consequências que demonstram o andamento de nossa sociedade, onde se cria uma determinação e os cidadãos precisam correr atrás para fazer funcionar.

O porquê da lei da cadeirinha é a segurança de nossos filhos. Que alguém lucre, que alguém tire vantagem, paciência…Nada mais importante que o bem-estar e segurança de nossas crianças enquanto estamos nos locomovendo de carro por aí. Os gastos financeiros são passageiros, os traumas de um acidente podem ser permanentes.

O trânsito brasileiro não tem se tornado mais seguro, pelo contrário, cada vez mais violento. Cabe a nós reverter esta situação, quando possível, e nos precaver para qualquer eventualidade, sempre que necessário.

Cabe a nós, mães e pais, o fundamento para as mudanças necessárias para uma sociedade melhor hoje.

Como ter mais proteção

Foi dito, acima, sobre as idades das crianças para usar a cadeirinha, o assento de elevação e sentar no banco de trás. Claro que a lei precisa ser genérica, é preciso observar o tamanho e desenvolvimento das crianças para ver se elas se adequam ao equipamento. Isto evita acidentes dentro do carro, como estrangulamentos.

Como ter mais proteção para você e sua família? Faça parte da Facility, uma cooperativa de benefícios mútuos que foca no bem-estar e segurança dos seus associados. Aqui, as pessoas não são números em planilhas, são histórias que ajudamos a constuir. Afinal, tem Facility, tá tranquilo.

2017-10-25T16:56:19+00:00