Conhecendo o motocross

Os esportes automobilísticos são muito populares, tanto no Brasil quanto no resto do mundo. Um desses que veio se tornando mais famoso no país nas últimas décadas foi o motocross. Hoje, iremos falar sobre essa forma de praticar corridas com motocicletas que é envolve terra, morros, velocidade e é uma forma garantida de causar grandes emoções tanto em quem assiste quanto em quem participa.

História do esporte

A história do motocross começa no Reino Unido. A primeira corrida do que viria a se tornar o esporte moderno aconteceu em 1924 em Surrey, na Inglaterra. Durante a década de 1930 ele cresceu em popularidade, se espalhando para outros países como a França. Outras importantes mudanças vieram nessa década. A evolução do chassi rígido para o chassi com suspensão foi uma delas. Na década de 1950, o surgimento de novas tecnologias de suspensão, especialmente a de suspensão traseira, foi outra grande contribuição para esse tipo de corrida.

Em 1957 se estabeleceu o Campeonato Mundial de Motocross. Empresas da Suécia, Inglaterra e Tchecoslováquia começaram a produzir motos direcionadas para o esporte e começaram a se destacar como modelos leves e ágeis, ideais para as corridas. Na próxima década, nos anos 60, o motocross chegou nos Estados Unidos através de uma demonstração realizada por um motociclista sueco já campeão no esporte.

Nesses mesmos anos 60, montadoras japonesas começaram a se destacar como produtoras de motocicletas. Essas motos começam a ganhar mercados no mundo inteiro e o motocross não foi exceção. Em 1970, o Campeonato Mundial na categoria 250 cilindradas foi vencida por uma moto da Suzuki. Ao longo dos 70 e começo dos anos 80 as montadoras japonesas continuaram inovando e aprimorando os seus modelos.

O esporte também evoluiu, e o hoje o motocross é praticado em todo mundo e com diversas categorias baseadas em aspectos como o tipo de pista ou cilindradas da moto. Existe uma grande oferta de motocicletas das mais diversas marcas, mas para muitos as japonesas continuam sendo sempre a escolha certa.

As motos

Das principais montadoras de motos de motocross, sem dúvida notamos que os japoneses dominam o cenário. Dentre as maiores, encontramos a Honda, Kawasaki, Suzuki, e Yamaha, todas japonesas. Em segundo lugar, encontramos, de forma curiosa, montadora austríacas. Aqui temos a Husqvarna e a KTM.

No nível das montadoras não tão grandes, mas que possuem porções significativas de mercados regionais, temos a Beta, da Itália, a Gas Gas, da Espanha, a Sherco, da França e Espanha e a TM, da Itália. Essa última é a que domina a maior parcela do mercado depois das seis principais que foram citadas no parágrafo acima.

Também existem montadoras menores espalhadas pelo mundo, como AJP (Portugal), BMW Motorrad (Alemanha), Cobra (EUA), Demak (Malásia), CCM (Reino Unido) e Viar (Indonésia). Ou seja, embora existam algumas marcas com presenças dominantes no mercado, é possível identificar várias montadoras menores que também se destacam.

As motos de motocross podem ser visivelmente identificadas por algumas de suas características mais famosas, como suas rodas, suspensão alta e chassis leves. Elas já são desenhadas pensando em

circuitos off-road, com suas estradas de terra, com bastante nivelação e curvas fechadas. No entanto, existe no mercado modelos considerados on-off-road, ou seja, motos que existem entre a pista off-road e as estradas urbanas.

As competições

Existem grandes competições de motocross em nível internacional. A Federação Internacional de Motociclismo sedia vários eventos, principalmente na Europa, mas também nas Américas, na Ásia, Oceania e África. Os eventos existem em várias categorias, como 250, 450 e 650 cilindradas, assim como torneios femininos.

Além de competições individuais, existem competições com equipes, como o Motocross des Nations. Nesse evento os pilotos são divididos em equipes, cada uma com três ciclistas, cada um representando a sua nação e cada um competindo em uma categoria diferente. A localização da competição muda de ano a ano. Atualmente, os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e a Bélgica tiveram o maior sucesso no Motocross des Nations.

No Brasil, motociclistas que se destacam no motocross incluem os catarinenses Milton Becker (também conhecido como Chumbinho) e Pedro Bernardo Raymundo (o Moronguinho). Nas marcas, a Honda é a que possui mais títulos. Embora ela tenha entrado há poucas décadas no motocross brasileiro, já acumula 52 títulos. Existem também classificações estaduais, onde os títulos vencidos por pilotos são somados baseado nos estados natais de ada um deles. Nessa classificação, São Paulo é o estado líder.

Velocidade e emoção

O motocross é um esporte que envolve muita adrenalina e aventura. Porém, tanto as equipes técnicas quanto os pilotos sempre fazem o máximo para prezar pela segurança de todos os envolvidos. Emoção não precisa ser sinônimo de perigo. Caso você esteja interessado em também garantir a segurança do seu veículo, seja ele qual for, dê uma olhada no Programa de Benefícios Automotivos da Facility e veja o quão acessível ele é fazendo uma simulação gratuita no nosso site

2017-11-09T13:45:40+00:00