Como evitar colisões

Já dizia o ditado: “a pressa é inimiga da perfeição”
Nas estradas é bem parecido, porém, um pouco mais grave!
Grande parte das colisões acontecem quando o motorista está com pressa e, na tentativa de compensar o tempo gasto na estrada, arrisca ultrapassagens irresponsáveis, colocando a si mesmo, os outros motoristas e passageiros em risco.

Apesar disso, também há situações que surgem, nas quais o motorista não tem como prever, como defeitos mecânicos ou falhas nas estradas.

Sugestões para evitar colisões frontais

• Esteja atento: nunca desvie a atenção do que está acontecendo à sua volta e observe os sinais (luz, seta, pisca-pisca, braços) do motorista à frente, pois, indicam o que ele pretende fazer;

• Controle a situação: procure ver além do veículo da frente para identificar situações que podem obrigá-lo a realizar manobras bruscas. Verifique distância e deslocamento do veículo de trás e ao lado para poder tomar a decisão mais adequada em caso de emergência;

• Mantenha distância: ignorar este fato poderá resultar em multa, e se você não estiver longe o suficiente, poderá bater no veículo da frente. Lembre-se que com chuva ou pista escorregadia a distância deve ser maior que em condições normais;

• Comece a parar antes: Se for preciso, pise no freio imediatamente ao avistar algum tipo de perigo, mas vá pisando aos poucos, de modo que evite parar bruscamente, dando tempo ao motorista que vem atrás.
Sugestões para evitar colisões traseiras

• Mantenha uma distância segura: alguns motoristas dirigem “colados” e nem sempre é possível escapar em situações de emergência.
• Livre-se do motorista colado em você: a primeira atitude do motorista defensivo é livrar-se desse motorista que o segue a curta distância, reduzindo a velocidade ou deslocando-se para outra faixa de trânsito, levando-o a ultrapassá-lo com segurança.

• Planeje o que fazer: não fique indeciso quanto ao percurso, entradas ou saídas que irá usar. Planeje o seu trajeto antes para não confundir o veículo que vem atrás com manobras bruscas.

• Sinalize suas atitudes: informe através de sinalização correta e dentro do tempo necessário o que você pretende fazer, para que os outros motoristas também possam planejar suas atitudes. Certifique-se de que todos entenderam e viram sua sinalização;

• Pare aos poucos: alguns motoristas só lembram de frear após o cruzamento onde deveriam entrar. Isto é muito perigoso, pois obriga os outros motoristas a frear bruscamente e nem sempre é possível evitar a colisão.

Ou seja, mantenha a direção defensiva e dirija com responsabilidade!

2019-02-28T12:13:19+00:00