China cria pistas exclusivas para usuários de smartphones

Uma realidade contemporânea é a cabeça baixa e olhos fixados na tela de um smartphone. Quem nunca tropeçou, esbarrou em algo ou quase bateu em alguma outra pessoa ou coisa, enquanto andava na rua usando seu celular, não é mesmo?

Em 2014, a cidade de Chongqing, na China, criou uma calçada de 165 metros exclusiva para usuários de smartphones.

O conceito foi criado a partir de um experimento conduzido pela National Geographic no começo de 2014, supostamente elaborado para conscientizar e aumentar os cuidados com a falta de atenção que muitas pessoas têm enquanto caminham e ao mesmo tempo utilizam seus aparelhos celulares.

“Existem muitos idosos e crianças na nossa rua, e andar com o celular pode causar acidentes desnecessários por aqui”, disse Nong Cheng, responsável pelo marketing do grupo responsável pela área central de Chongqing.

Este mês, a cidade chinesa Xi’an, também criou uma faixa exclusiva para usuários de smartphones, com 100 metros de extensão e 80 centímetros de largura. A pista possui alguns sinais escritos sobre o pavimento com alertas para que elas possam prestar atenção na calçada. Os avisos foram colocados estrategicamente para as pessoas que andam com a cabeça para baixo.

Em Xi’an, muitas pessoas gostaram da ideia, mas outros apontam que o número de gente que circula pela região não é tão alto e não justificava a mudança.

A China é o país do mundo com mais usuários de smartphones, com mais de 1,4 bilhão de aparelhos, superando inclusive a população total.

 

O problema não está somente na China

O problema de andar com falta de atenção devido ao uso do aparelho celular não é exclusivo da China. De acordo com a Universidade de Washington, um em cada três americanos está ocupado com um smartphone ou outro tipo de dispositivo enquanto atravessa a rua em cruzamentos perigosos. Além disso, o departamento de transportes dos EUA estabeleceu uma conexão entre a quantidade de atropelamentos e mortes de pedestres e o uso de smartphones.

 

No Brasil

Estudos apontam que, no Brasil, um adolescente morre por dia vítima de atropelamento, e as tecnologias móveis estão totalmente ligadas ao crescente número.

De acordo com a ONG Criança Segura, em 2014, o Brasil registrou um aumento de 10% no número de mortes de pedestres de 15 a 19 anos, o que representam sete mortes de pedestres de faixa etária por semana no país.

“É importante estarmos atentos às mudanças em nosso estilo de vida que podem aumentar os riscos de acidentes, como o incremento no uso de aparelhos eletrônicos. Os adolescentes e crianças já são naturalmente mais distraídos, é necessário que governo, educadores e a população em geral adotem comportamentos seguros no trânsito e que mostrem às crianças e adolescentes, através do exemplo, como se comportar nas ruas de maneira segura”, disse coordenadora da ONG Criança Segura, Gabriela Guida de Freitas.

 

Para que acidentes sejam evitados crianças e jovens precisam ser orientados por seus responsáveis sobre o uso excessivo de smartphones enquanto caminham e adultos precisam controlar o uso dos aparelhos nas mesmas situações e também enquanto dirigem.

Antes de pensarmos em pistas exclusivas para usuários de aparelhos tecnológicos, devemos rever nossos hábitos e agir sempre em segurança.

 

 

Gostou do nosso texto? Compartilhe nas suas redes sociais para que seus amigos também saibam sobre as pistas exclusivas para usuários de aparelhos celulares na China.

2018-06-20T16:21:42+00:00