Atitudes necessárias para evitar acidentes com ciclistas

Ciclistas também são usuários do trânsito, têm seus direitos e precisam ser respeitados.

Automóveis possuem importância em nossa sociedade, a bicicleta também.

Uma condução consciente e respeito entre todos os usuários no trânsito é fundamental para evitar conflitos e acidentes.

De acordo com o estudo realizado pelo Empresômetro (empresa brasileira de inteligência de negócios) em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), o Brasil possui uma frota circulante de 65,8 milhões dos mais diversos veículos. Desse total, 41,2 milhões são automóveis (62,65%), 7,0 milhões comerciais leves, (10,67%), 2 milhões caminhões (3,09%), 376,5 mil ônibus (0,57%) e 15,1 milhões de motocicletas (23,01%).

Dentre veículos, caminhões, ônibus e motocicletas, o uso da bicicleta tem aumentado e, consequentemente, o número de acidentes com ciclistas também.

O último levantamento do Ministério da Saúde – realizado em 2014 – apontou que 1.357 ciclistas morreram vítimas de acidentes de trânsito em todo o país.

Em 2015, foram 10.935 ciclistas hospitalizados. No ano seguinte, esse número passou para 11.741 vítimas. Os dados são assustadores e crescentes.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os veículos de maior porte são responsáveis pela segurança dos não motorizados, mas na prática do trânsito normalmente não é assim.

A bicicleta, como qualquer veículo não motorizado, é vulnerável e frágil, por isso o cuidado com ciclistas deve ser redobrado. Além disso, segundo o CTB, as bicicletas, por sua fragilidade, têm preferência sobre os demais veículos automotores.

Caso o motorista ameace a segurança de ciclistas ou pedestres, ele pode ser enquadrado no artigo 170 – infração gravíssima – passível de suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo e da habilitação.

Para conviver em harmonia e segurança no trânsito, é necessário respeito e bom senso de todos, por isso listamos atitudes essenciais para motoristas evitarem acidentes com ciclistas.

-O CTB considera a bicicleta um veículo que deve trafegar na rua quando não houver ciclovias. Os veículos maiores são responsáveis pela segurança dos menores, compartilhe o espaço com segurança e respeite o ciclista.

-É obrigatório ao condutor de veículo respeitar a distância mínima de 1,5m ao ultrapassar um ciclista.

-Não buzine para chamar a atenção de ciclistas, eles sentem a presença do carro através do som do motor.

-Não ultrapasse o ciclista em alta velocidade, isso pode desequilibrá-lo. Mantenha a distância lateral obrigatória de 1.5m durante a ultrapassagem, dê a preferência, facilite a passagem em cruzamentos e conversões.

-Um dos acidentes muito comuns com ciclistas acontece com veículos parados. Observe todos os lados quando for abrir a porta do seu automóvel para que não atinja ninguém.

-Bicicletas não têm setas, por isso ciclistas apontam os braços para o lado que irão virar. Fique atento.

-As ciclovias são de uso exclusivo dos ciclistas, não pare o seu carro nelas.

 

 

Coloque-se no lugar do ciclista e reflita. Toda vida importa!

Para que grandes mudanças aconteçam é fundamental cada um fazer a sua parte.

Comece a mudança por você!

 

Gostou do nosso texto? Compartilhe nas suas redes sociais para conscientizar os seus amigos sobre os cuidados com os ciclistas no trânsito.

2018-06-27T16:21:13+00:00