As motos na cidade grande

Ninguém gosta de ter que caminhar longas distáncias diariamente, para ir e para voltar. Ninguém gosta de ficar plantado em uma parada de ônibus, esperando o ônibus que nunca vem e quando vem está transbordando de gente. Isso sem contar os engarrafamentos e acidentes.

Por esses motivos, e pela questão financeira, muita gente nas cidades grandes opta pelas motocicletas. Afinal, elas são veículos leves e versáteis, que permitem uma agilidade que o carro não possui, ao mesmo tempo que oferecem liberdade ao motociclista. Porém, é preciso tomar umas precauções antes de escolher a moto. Leia o artigo e veja algumas questões importantes sobre andar de moto na cidade grande.

Qual a moto certa para sua cidade?

As motocicletas são divididas em várias categorias, variando suas características, potência, peso, etc. Cada uma vai ter a sua situação ideal de uso. Aqui escolhemos as três mais recomendadas para uso na cidade grande.

As scooters são modelos mais leves, aerodinâmicos e com pneus menores. É uma moto ágil e eficiente, ideal para quem precisa de uma moto para a rotina da cidade grande e não faz questão de um modelo muito potente. No entanto, é preciso tomar cuidado, já que sua leveza pode ser um perigo quando nas mãos de um motociclista imprudente. São modelos econômicos, fazendo em média 60 quilômetros por litro. Além da cidade, são úteis para viagens curtas e médias, e para terrenos não muito acidentados.

Se você quer uma moto mais potente, mais adequada para viajar longas distáncias, enfrentar estradas mais acidentadas, as recomendadas são as motos street. São modelos mais resistentes, e oferecem mais conforto e desempenho que as scooters. As street são os modelos mais populares no Brasil, e não é difícil ver o porquê, já que são as que melhor combinam versatilidade e preços acessíveis. São motos feitas para o dia-a-dia de diversas cidades, desde a metrópole até a cidadezinha com ruas de terra, e faz isso sem sacrificar o seu preço e o consumo de gasolina.

Agora, para quem o preço não é um problema tão grande, e valoriza a estética e conforto junto com a potência, existem os modelos custom. Possuem o chassi robusto, motor maior e oferecem um assento que permite maior liberdade ao motociclista. Também oferecem diversas oportunidades de modificação e customização, para ficar de acordo com o gosto do dono.

Cuidados do motociclista da cidade grande

O trânsito nas grandes cidades não é muito fácil. Muitos veículos, gente apressada, pedestre atravessando fora da faixa, motoristas imprudentes, horário de pico e muito mais complica a movimentação de veículos na cidade grande. Na moto, esse perigo está ainda mais presente, visto que em um acidente não há nada prendendo o seu corpo à moto e que ele está no meio de veículos maiores, como carros, ônibus e caminhões.

Por isso, o equipamento de segurança não é apenas para bonito. O fato de ele ser exigido na lei é porque ele realmente é um fator decisivo na segurança do motociclista. Capacetes de qualidade, jaquetas, botas e luvas contribuem para a proteção física do motociclista, e podem salvar a sua vida ou, ao menos, reduzir os danos de um acidente.

Estando devidamente equipado, é importante prestar atenção na pista. O ditado diz que a pressa é inimiga da perfeição, mas no trânsito, em cima de uma moto, ela é inimiga da vida. Por isso, não seja imprudente cortando entre os carros e atravessando o sinal antes de ele abrir. Você também pode

acabar machucando outros, como algum pedestre desavisado que cruza a pista fora da faixa. Então seja paciente e não se esqueça de sinalizar devidamente os seus movimentos. Isso ajuda o resto do tráfego a entender o que você planeja fazer e garante que eles e os pedestres estejam preparados para o movimento que você realizar.

Outro conselho é nunca andar na direita. Alguns podem pensar que essa é uma tática boa para ultrapassar os carros, mas coloca o motociclista em um risco enorme, podendo ser atingido por mais de um automóvel. E isso se relaciona a outro conselho, o de manter distância dos carros. Esse conceito básico, aprendido por todos na autoescola, é constantemente desrespeitado no trânsito da cidade grande e gera perigo para todos os envolvidos, motoristas e pedestres.

Paciência e respeito sobre duas rodas

A moto oferece seus perigos, mas ela também oferece uma liberdade e autonomia incomparáveis. Isso é um diferencial essencial para quem não aguenta mais a lerdeza do trânsito nas grandes cidades do país. Porém, não se deve deixar essa liberdade se converter em irresponsabilidade, e acabar ferindo você e os outros.

E essa mesma irresponsabilidade pode até mesmo te poupar fisicamente, mas acaba prejudicando o seu veículo. Dê uma olhada no Programa de Benefícios Automotivos da Facility para ver como a proteção automotiva pode aumentar a sua tranquilidade no trânsito da cidade grande.

2017-10-05T16:43:00+00:00