Proteção Veicular x Seguro

Propaganda daqui, debate dali, e no meio de tudo isso estamos nós, sem termos exata certeza de qual a diferença entre proteção veicular e seguro. As diferenças são muitas, mas o que realmente importa é o seu bem-estar e a certeza de estar sendo protegido.

Este é um texto de apresentação das diferenças entre as duas formas citadas. Se dirige àqueles que estão em dúvidas para escolher entre um e outro. Para tornar o texto mais ilustrado, nós vamos falar do ABCD das principais diferenças. Para você que já sabe o que é melhor, clique aqui para conhecer a Facility.

A de Adesão

Adesão é fazer parte, é aderir a algo. Existem algumas formas de seguros obrigatórios, como o DPVAT, mas eles não protegem tanto quanto deveriam neste cenário caótico que é o trânsito brasileiro. Somo levados a contratar algum serviço que nos auxilie em caso de acidentes e algum outro tipo de problema.

Nesse sentido, você pode fazer parte de uma associação de proteção veicular. Fazer parte de algo torna tudo mais pessoal e direto, do que a fria relação de uma assinatura em um contrato para nunca mais…. Quando você adere a uma associação de proteção você possui uma série de amparos legais que garantem o seu investimento na sua proteção.

A adesão é uma forma de pesar entre seguro e associação. Quando você adere a uma instituição que possui responsabilidade social, através de uma corrente do bem envolvida em causas maiores, como erradicar a pobreza, você está fazendo algo para tornar o mundo um lugar melhor. Seu conforto aliado ao bem-estar global.

No caso de aderir a uma associação, você passa a ter proteção no mesmo dia. No caso das seguradoras, é preciso esperar a lenta aprovação de contratos para que isso aconteça.

B de Burocracia

Burocracia é uma palavra de origem francesa, mas que também está presente na língua inglesa. Em francês, “bureau” quer dizer “escritório”. Pode ser pelo hábito de já ter lido essa palavra tantas vezes, mas é bem melhor burocracia que “escritoriocracia”. É até difícil de falar em voz alta esta palavra, pode tentar dizê-la três vezes rapidamente.

De maneira geral, associamos burocracia com atraso e lentidão, a palavra acaba carregando a pecha ruim dos sistemas públicos de administração. Em sua origem, ela diz respeito de como administrar algo, até mesmo uma casa, a partir dos documentos necessários para comprovar suas atividades.

Em um sistema de associação, a burocracia é menor. Primeiramente, como dito acima, a proteção já começa no momento da adesão. E, em segundo lugar, ser associado permite uma relação mais direta com a associação, sem tantos intermediários e sem tantos ramais telefônicos para ir gastando tempo para encontrar alguma resposta.

As associações costumam ser entidades sem fins lucrativos. Essa proposição, somada ao fato de que há um sistema administrativo com menos burocracia, significa um preço menor a ser pago ao fim de cada mês. Não há como não levar em conta esta situação na hora de escolher entre um e outro.

C de Cliente

Quando você faz parte de uma seguradora, você é um cliente; quando você faz parte de uma associação, você é um associado. É difícil para uma seguradora falar de relação próxima com você quando, para eles, você não passa de um cliente.

E tem muita diferença? Sim, tem. Observe o seu celular e responda para si mesmo de quantas redes sociais que você participa. O mundo hoje é entendido pelas relações de redes sociais, é a nossa forma de ver as comunidades hoje. Quantas redes sociais lhe chamam de cliente? Pois é, você vive em um mundo de associados, e a companhia de seguro lhe condena a um rótulo que não lhe causa conforto algum.

E agora vem uma das questões mais erroneamente divulgadas pela internet: ao contrário do que é dito, as associações de benefício possuem SIM regras que as regem, e ao se associar, você está SIM amparado pelo direito do consumidor. E é bastante diferente ser um consumidor de um cliente…

Ser associado também costuma uma ampla gama de serviços, ser cliente costuma significar a especificidade de um serviço. Daí para querer mais proteção – como residência, jurídica ou médica -, você precisa comprar mais e mais pacotes.

D de Dúvida

A última das letras a ser apresentada aqui diz respeito à nossa situação mais comum diante de algo novo: dúvida. Nós temos uma tendência a pensar que seguro é melhor porque é mais antigo que o modelo de associação de benefícios. A melhor forma de diminuir a dúvida é pesquisando.

Pergunte para quem tem associação de benefício quais são as vantagens em relação ao seguro. Veja como os benefícios podem afetar o seu dia-a-dia.

Depois de toda essa pesquisa, depois de comparar muito os preços, você vai acabar decidindo por associação de benefícios como forma de proteção automotiva. Depois disso, é acessar Facility, porque quem tem Facility está tranquilo.

2017-09-15T12:01:33+00:00