As principais montadoras no Brasil e no mundo

O carro é um dos símbolos mais marcantes do mundo moderno. Porém, quais são os carros mais utilizados no Brasil? E no resto do mundo? Para responder essas questões, preparamos esse texto de hoje sobre as maiores montadoras, dentro e fora do nosso país, e o quão importante elas são no mercado.

História das montadoras

É difícil, se não impossível, afirmar quem é o verdadeiro inventor do carro. Porém, nosso melhor e mais provável candidato é o alemão Karl Benz (sim, o mesmo da Mercedes-Benz) que em 1885 construiu o primeiro automóvel moderno. Ele recebeu a patente pela sua invenção em 1886 e mais tarde fundaria a Benz & Cie., que depois se uniria a outra marca, a DMG, formando a Daimler-Benz, hoje Daimler AG, um dos maiores conglomerados automobilístico, situado na Alemanha.

A produção em larga escala de automóveis começa no início do século XX. A linha de produção mais associada à produção industrial de carros foi estabelecida por Henry Ford em 1913. Essa linha era tão eficiente que o gargalo de produção se tornou a tinta. Já que outras tintas demoravam demais para secar e atrasavam a produção, os carros começaram a ser pintados apenas com preto, única tinta que secava rápido o suficiente para acompanhar o ritmo da linha. A eficiência do modelo fordista serviu de inspiração para fábricas de automóveis que surgiram depois.

Na Europa, após a Primeira Guerra Mundial, começaram a surgir montadoras novas. Na Inglaterra, surgiu a Morris, que logo tomou conta do mercado britânico. O mesmo aconteceu na França com a Citröen e a Renault, que dominaram o mercado francês. O primeiro carro a ser produzido em escala de massa na Alemanha foi o Opel 4PS Laubsforsch, produzido em Russelsheim no começo da década de 20 e transformando a Opel na montadora dominante no mercado alemão.

No Japão, essa explosão de montadoras só aconteceu após a Segunda Guerra Mundial. Muitas companhias que produziam motores para outros fins, que não eram automóveis, começaram, a partir da década de 50, a entrar no mercado de carros. Em poucas décadas, o Japão se tornou um dos países mais importantes no ramo automobilístico. Empresas como: Honda, Mazda, Suzuki, Subaru, Mitsubishi, Nissan e, a maior montadora do mundo, a Toyota, fizeram desse país asiático uma potência incontestável no ramo.

No Brasil

De acordo com dados da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), houve mudanças significativa no mercado brasileiro de automóveis. Empresas que tradicionalmente dominavam o mercado há 10 anos (Volkswagen, Fiat e Chevrolet) perderam espaço para novas montadoras. O mercado se tornou mais diversificado. Novas montadoras entraram no mercado brasileiro e novos modelos das montadoras antigas foram introduzidos.

Em 2016, a fabricante que mais vendeu carros no Brasil foi a Chevrolet, desbancando a Fiat (que foi líder de vendas entre 2003 e 2016). Impulsionada pelas vendas do Ônix, a montadora estadunidense tomou a dianteira no mercado nacional, deixando a italiana para trás. Depois da Fiat, vem a Volkswagen, que já ocupa o terceiro lugar também há um bom tempo.

Mas, como falamos antes, novas montadoras estão em ascensão e tomando porções do mercado que pertenciam às marcas mais antigas. Após essas três tradicionais, temos, em ordem decrescente, a Hyundai (impulsionada pelo sucesso do HB20), a Toyota (com o clássico Corolla e o sucesso recente do Etios), a Ford, a Renault, a Honda, a Nissan e, em décimo lugar, a Jeep.

A Ford costumava ocupar a quarta posição, logo abaixo das três maiores, porém, de uma vez só, caiu duas posições, sendo o quarto lugar ocupado pela sul-coreana Hyundai e o quinto pela japonesa Toyota.

No mundo

A lista das maiores montadoras de veículos inclui grandes transacionais que funcionam como conglomerados, sendo donas de várias marcas.

Em primeiro lugar, temos o Grupo Toyota (dono das marcas Toyota, Lexus, Hino e Daihatsu).

Em segundo, o Grupo Volkswagen AG (dono das marcas Audi, Bentley, Bugatti, Ducati, Lamborghini, Porsche, Volkswagen, entre outras).

Em terceiro, o Grupo Hyundai/Kia (dono das marcas Genesis, Hyundai e Kia).

Em quarto, o grupo General Motors, mais conhecido simplesmente como GM (dono das marcas Buick, Cadillac, Chevrolet, Opel, Vauxhall, entre outras).

Em quinto, o Grupo Ford (dono das marcas Ford, Lincoln e Troller).

Em sexto, o Grupo Nissan (dono das marcas Nissan, Infiniti e Datsun).

Em sétimo, o Grupo Honda (dono das marcas Honda e Acura).

Em oitavo, o Grupo Fiat Chrysler Automobiles (dono das marcas Chrysler, Alfa Romeo, Dodge, Fiat, Jeep, Maserati, entre outras.

Em nono, o Grupo Renault (dono das marcas Renault, Lada, Dacia e Samsung Motors).

Em décimo, o Grupo PSA (dono das marcas DS, Citröen e Peugeot).

Proteção e segurança para o seu veículo

Independente de marca ou montadora, você quer garantir a segurança e proteção do seu veículo. Isso envolve proteger o seu patrimônio, garantir auxílio em um momento de acidente ou outro imprevisto e ter acesso a isso tudo de forma prática. Para satisfazer isso, oferecemos o Programa de Benefícios Automotivos, que cumpre todas essas funções a um preço acessível. Veja o quão acessível fazendo uma simulação gratuita no nosso site.

2017-11-16T13:06:53+00:00