O que é uma associação de benefícios?

As associações modernas de benefícios surgem a partir de associações mais antigas de proteção veicular. Pessoas cujo trabalho dependia do seu automóvel, tal como caminhoneiros ou taxistas, se encontravam à margem do mercado dos seguros, já que seguradoras tradicionais não lhe vendiam seguros. E para essas pessoas o automóvel não era apenas a ferramenta de trabalho, mas também o bem mais valioso que possuíam.

Esquecidos pelas seguradoras tradicionais, esses indivíduos começaram a se organizar. Criaram um fundo compartilhado em que todos depositavam dinheiro e, quando alguém sofria um acidente ou outro imprevisto, podia retirar o dinheiro desse fundo para cobrir o seu gasto. As associações nascem a partir desse sistema de camaradagem onde a união de vários satisfaz a necessidade de um.

Benefícios associados

Hoje, as associações de benefícios são organizações que surgem para suprir as necessidades de pessoas inseridas em uma rotina moderna e corrida. As associações se propõem a facilitar a vida dessas pessoas, protegendo o seu patrimônio e oferecendo uma gama de serviços que facilitam lidar com as inconveniências da vida, indo além do automóvel. A Facility, por exemplo, oferece vários reparos emergenciais para a casa, como chaveiro, eletricista, encanador e vidraceiro. Para a pessoa, há assistência saúde, desconto em medicamentas, orientação jurídica e assistência funeral.

As associações de benefícios visam proteger o patrimônio dos associados. Especialmente o principal patrimônio de muitos brasileiros, que é o automóvel. Para garantir ele a Facility oferece seu programa de proteção veicular. Essa proteção inclui assistência vinte e quatro horas por dia, socorro mecânico, auxílio pane seca, serviços de chaveiro, remoção de veículo, troca de pneus e táxi para casa. Também existem outros benefícios, como descontos em lojas e serviços específicos.

Mas como essa estrutura funciona? A associação de benefícios tem um funcionamento diferente de uma corporação normal, já que é uma associação. Como dito antes, ela é composta de associados que fazem contribuições regulares para fazerem parte dela. Dos recursos desses pagamentos é que se estabelece o sistema de benefícios da associação.

A associação faz a força

Quando um associado sofre um acidente ou outro tipo de imprevisto, ele está sob proteção da associação. Já que todos contribuem para mantê-la, os encargos que as necessidades de um associado trazem são divididos entre todos eles, reduzindo o impacto individual do acidente nas suas finanças.

É uma questão de diluir os riscos e lidar com eles com profissionalismo. Um dos motivos pelos quais as associações de benefícios têm se destacado é que elas, como já citamos acima, possuem toda uma rede de serviços e profissionais que estão à disposição para lidar com os problemas dos associados. Além disso, elas oferecem uma forma de proteger o seu patrimônio com custos menores que uma seguradora tradicional, oferecendo parcelas mensais mais acessíveis.

O direito de constituir e participar das associações é amplamente garantido pela nossa lei. A Constituição Federal e o Código Civil são ambos documentos essenciais da sociedade brasileira, e em ambos encontramos a garantia da existência legal das associações de benefícios. O próprio artigo 5º da Constituição garante o direito à livre associação como um direito inviolável.

Não apenas isso está previsto nos códigos legais brasileiros, mas vários tribunais já reconheceram a legalidade das associações. Temos o caso do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que no ano de 2012, se pronunciou a favor da legalidade delas. O desembargador Dr. Guilherme Luciano Bata Nunes afirmou que “a lei não proíbe que pessoas se associem para ratear despesas advindas de risco futuro”.

Uma forma moderna de encarar imprevistos

Ele também se pronunciou sobre a atual posição das seguradoras no mercado e na oferta de serviços ao consumidor “o monopólio das seguradoras apenas atende a interesse corporativo, que visa lucros, não podendo as pessoas ficar à mercê das seguradoras, para proteção do seu patrimônio individual”.

Há até mesmo um projeto de lei que planeja alterar o Código Civil para facilitar a regularização das associações. O projeto transita pela Câmara dos Deputados, visando modificar o artigo 53º do Código, acrescentando a possibilidade de profissionais do ramo de transportes se organizarem em associações com objetivo de prevenir e reparar danos veiculares provenientes de furtos, acidentes, e outros imprevistos. Essa modificação condiz com o objetivo de dividir os custos de eventuais despesas entre os associados, e assim reduzir o impacto individual dos custos.

A associação serve o associado

Agora você está ciente do que é uma associação de benefícios. Se você está interessado em ser um associado, e não apenas um cliente, visite o site da Facility e conheça a longa lista de benefícios que ela possui.

A Facility oferece, acima de tudo, tranquilidade. É o que você ganha em saber que seu patrimônio está protegido, que você pode contar com os auxílios necessários para você, seu automóvel e sua casa quando precisar. Tudo isso a um telefonema de distância. Toda uma estrutura esperando você precisar dela. Tem Facility, tá tranquilo.

2017-10-09T11:44:31+00:00