Escolhendo o câmbio automático ou manual

Escolher o carro mais adequado para você inclui pensar nas diferenças mecânicas entre os mais variados modelos. Para falar um pouco sobre o assunto do câmbio e dos sistemas de transmissão, preparamos esse texto hoje para você. Entenda como funciona cada um desses sistemas e o impacto que eles têm no veículo.

Entendendo a caixa de câmbio

O dispositivo que chamamos de caixa de câmbio é composta por diversas engrenagens que são escolhidas pelo condutor através da alavanca de câmbio. Cada uma dessas engrenagem é representa por uma marcha. Mudando as engrenagens, o motorista muda a relação entre a rotação do motor e a do eixo na caixa de câmbio.

Quanto mais alta é a rotação do motor em relação à rotação do eixo, maior é a força. Quanto menor é a rotação do motor em relação à do eixo, maior é a velocidade. Assim, através da seleção de diferentes marchas, o motorista seleciona como quer que seu veículo se comporte. E é por esse motivo que esse sistema de trocas de forças é chamado de sistema de transmissão, já que transmite a potência vinda do motor para o resto do veículo.

Esse processo citado acima ocorre apenas no câmbio manual. No sistema automático estão presentes engrenagens planetárias. Elas têm dimensões variáveis, mas todas estão sempre engatadas em um eixo. O sistema de transmissão automático tem capacidade própria para detectar a relação entre velocidade e rotação do motor e realizar a troca para a marcha mais adequada ao momento.

Mas então? Qual se encaixa mais nas suas necessidades? Bem, para isso precisamos discutir primeiro sobre o que você espera do seu veículo.

O câmbio manual

Como o nome indica, no sistema de transmissão manual o condutor precisa manusear pessoalmente a troca das marchas. Isso traz vantagens e desvantagens. Vantagem no sentido que aumenta o controle do motorista sobre o seu veículo, sobre como ele quer que o veículo se comporte em situações específicas. O condutor com câmbio manual pode afetar a dirigibilidade do automóvel com mais controle que o motorista fazendo uso do câmbio automático.

Essa mesma fonte de vantagem também pode ser um problema. Um motorista iniciante pode ter dificuldade em manusear o veículo, tendo que equilibrar pedais, volante e a troca das marchas. Especialmente porque nesse sistema o motorista principiante pode acabar fazendo o carro apagar na pista. Em uma estrada isso não é apenas um inconveniente, mas um grande perigo.

Para um condutor que já tem experiência na direção e que viaja bastante, passando muito tempo na estrada, essa é uma escolha bem atraente. E esse controle maior sobre o automóvel traz outros benefícios, especificamente uma maior economia no consumo de combustível. Pesquisas indicam que o câmbio manual pode garantir um aumento de até 15% na eficiência com que o carro consome combustível. Pode parecer pouco, mas se somarmos o gasto com combustível ao longo de meses e anos, é um número significativo.

Por último falamos da durabilidade, já que as caixas de câmbio manual costumam ter uma vida útil mais longa que as automáticas, assim como as peças e a manutenção desse tipo costumam ser mais accessíveis e mais fáceis de encontrar no mercado brasileiro.

O câmbio automático

O principal benefício do sistema de transmissão automático está no próprio nome. Ele oferece conforto e praticidade ao condutor, que não precisa se preocupar em alterar periodicamente as marchas dependendo da velocidade e situação onde se encontra.

Não apenas o conforto, mas a simplicidade do câmbio automático facilita muito a vida de quem é motorista iniciante ou que possui algum traço que dificulte o uso do câmbio manual, como alguma atrofia muscular ou problema de coordenação. Algumas situações específicas, como subir uma pista inclinada, se fazem muito mais simples com o sistema automático do que com o manual.

As desvantagens surgem nos quesitos gasto e eficiência. Por garantir um controle menos eficaz sobre o motor e a transmissão de potência, o câmbio automático provoca um gasto maior de combustível em relação ao câmbio manual. Além do gasto maior no combustível, os veículos com câmbio automático também costumam ser mais caros que aqueles com sistema manual, e tem a manutenção da caixa de câmbio também mais cara em relação aos manuais.

O câmbio ideal

Como mostramos acima, não existem um modelo de câmbio ideal que vai satisfazer todos motoristas. Depende de muitos fatores, especialmente do quanto você pode e quer gastar. Se você está interessado em ter o melhor pelo seu dinheiro, veja o que a Facility pode oferecer a você em termos de proteção veicular.

É toda uma série de benefícios e auxílios que vai além de simplesmente garantir a proteção do seu patrimônio. Protegendo o seu veículo e aqueles que o ocupam, você também recebe uma série de descontos e benefícios em outros serviços. E para ver o quão acessível é ter tudo isso a sua disposição, só fazer uma simulação grátis no nosso site.

2017-11-28T13:45:03+00:00