Entendendo a categoria E da carteira de motorista

A categoria E da carteira de motorista é a que permite ao motorista o acesso ao maior número de veículos terrestres. Por isso, ela é muito buscada por muitos condutores. Também existe um grande interesse econômico por trás da possibilidade de trabalhar na área do transporte. Para saber como conseguir essa habilitação, dê uma lida no texto abaixo.

As divisões da CNH

A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é dividida em categorias, cada uma dando direito ao cidadão de conduzir uma certa classe de veículos. A categoria E é a mais abrangente de todas.

O CTB (Código de Trânsito Brasileiro) estabelece, no artigo 143, a classificação das categorias:

“Os candidatos poderão habilitar-se nas categorias de A a E, obedecida a seguinte gradação:

I – Categoria A – condutor de veículo motorizado de duas ou três rodas, com ou sem carro lateral;

II – Categoria B – condutor de veículo motorizado, não abrangido pela categoria A, cujo peso bruto total não exceda a três mil e quinhentos quilogramas e cuja lotação não exceda a oito lugares, excluído o do motorista;

III – Categoria C – condutor de veículo motorizado utilizado em transporte de carga, cujo peso bruto total exceda a três mil e quinhentos quilogramas;

IV – Categoria D – condutor de veículo motorizado utilizado no transporte de passageiros, cuja lotação exceda a oito lugares, excluído o do motorista;

V – Categoria E – condutor de combinação de veículos em que a unidade tratora se enquadre nas categorias B, C ou D e cuja unidade acoplada, reboque, semirreboque, trailer ou articulada tenha 6.000 kg (seis mil quilogramas) ou mais de peso bruto total, ou cuja lotação exceda a 8 (oito) lugares. ”

Resumindo: categoria A pode andar de moto, B andar de carro, C são caminhões médios que não excedam seis mil quilogramas, D ônibus e veículos de transporte de pessoas e E caminhões pesados. Também há um efeito retroativo, onde quem tem categoria C pode dirigir veículos da B, quem tem categoria D pode dirigir veículos da B e C, e quem tem categoria E pode dirigir B, C e D.

Subindo as escadas

Esse efeito retroativo se dá porque, para conseguir as últimas categorias, é necessário obter as primeiras e cumprir algumas condições em relação a infrações.

Para se habilitar nas categorias A e B é fácil. Basta ser alfabetizado, ser maior de idade, possuir CPF e ir a um CFC. Após concluir os testes físicos e psicotécnicos, o curso teórico e prático, realizar as provas, você é um motorista certificado. A partir de então você pode começar a pensar em obter as próximas categorias.

Para conseguir a categoria C é necessário possuir a B há no mínimo um ano, e não ter cometido nenhuma infração gravíssima, grave ou ser reincidente em uma média nos últimos 12 meses.

Para conseguir a categoria D é necessário ser maior de 21 anos, possuir a B há no mínimo dois anos ou a C há no mínimo um ano, e não ter cometido nenhuma infração gravíssima, grave ou ser reincidente em uma média nos últimos 12 meses.

Para conseguir a categoria E é necessário ser maior de 21 anos, possuir a C ou D há no mínimo um ano, e não ter cometido nenhuma infração gravíssima, grave ou ser reincidente em uma média nos últimos 12 meses.

Também existem algumas exigências em relação às categorias C, D e E que não existem com a A e B, como realizar um exame toxicológico em um laboratório credenciado pelo Denatran. Cumpridas todas as necessidades, o motorista pode realizar o curso e obter a categoria desejada para a sua CNH.

Possibilidades econômicas

Um condutor com a categoria E pode conduzir uma enorme gama de veículos. Isso faz com que ela seja muito desejada para quem planeja seguir carreira em alguma função que envolve transporte. Seja na logística de alguma grande empresa ou iniciando ou seu próprio negócio como transportador, a carteira E oferece uma grande oportunidade econômica.

Mas caso você planeje desempenhar certas funções (como transportador autônomo) dê uma olhada nas outras leis e regulações da ANTT que são exigidas além da carteira. Afinal, seria um tiro no pé passar por todo esse esforço para consegui a categoria correta na sua CNH e ser multado por alguma outra infração. É recomendado sempre estar com os papéis em dia e andar sempre com aqueles que podem ser exigidos por uma autoridade de trânsito.

Tudo pronto para a estrada?

Nós sabemos que as ruas e estradas podem ser bastante perigosas. Por isso, dê uma conferida no Programa de Benefícios Automotivos da Facility, para saber como a Facility pode oferecer proteção veicular ao seu patrimônio de uma forma eficiente e acessível, e todos outros benefícios que ela traz. Para saber mais sobre o custo, realize uma simulação gratuita no nosso site.

2017-11-07T14:07:31+00:00