Dicas para trocar pneu furado

São dois os terrores de quem precisa do automóvel e não tem muita habilidade com mecânica: carro enguiçado e pneu furado. Até rimam essa pequena dupla de estraga prazeres! Como o cotidiano é feito de imprevistos, não deixe que um acontecimento desses estrague o seu dia.

No que diz respeito ao carro enguiçado, melhor mesmo é chamar por ajuda. Telefone para sua rede de proteção veicular que eles com certeza possuem uma boa alternativa para você.

No caso do pneu furado, pode ser que você queira fazer essa troca. Caso seja essa a situação, aqui vão uma série de dicas.

Prevenção é sempre a melhor alternativa

Você sabia que a palavra pneu é uma redução, ou seja, ela se origina de uma palavra maior. A palavra da qual se originou “pneu” é “câmara pneumática”, literalmente, recinto cheio de ar.

São dois os aspectos mais marcantes da história da criação e da evolução dos automóveis: o motor e os pneus. Alguns anos em pesquisa foram gastos até ser encontrado um material resistente para sustentar o carro, mas leve para não sobrecarregar o motor. Um invólucro de borracha cheio de ar é de longe a melhor alternativa ainda nos dias de hoje.

Mas vamos voltar à prevenção. Você já deve ter visto caminhoneiros dando marteladas nos pneus do caminhão antes de iniciarem uma viagem. Não se trata de tortura ou maus tratos, apenas para verificar se a câmara de ar está cheia e firme. Leve isso para sua vida: antes de começar a dirigir, dê alguns chutes nos pneus do seu carro para verificar a pressão da câmara.

Leve com regularidade o seu automóvel para um borracheiro para ele fazer uma calibragem. O borracheiro é um profissional que irá lhe informar sobre a vida útil dos pneus, sem contar que pneu bem calibrado é sinônimo de economia de combustível.

Trocando o pneu furado

Agora vamos para a outra situação: pneu furado no meio de uma viagem. Acontece por vários motivos, desde um buraco mais profundo no asfalto até mesmo um prego esquecido na pista. Se furado está, trocar é necessário. No capítulo anterior, nós

falamos sobre prevenção: antes de sair de casa, verifique se o estepe está em boas condições. Sem estepe, não há o que fazer senão ligar por ajuda.

Leve seu carro para um local de boa visibilidade, quanto mais afastado da estrada melhor. Caso seja no acostamento de uma rodovia, não deixe de sinalizar que está com problemas (como colocar o triângulo na via e deixar o pisca-alerta ligado) nem coloque seu automóvel no acostamento logo após uma curva.

Retire os anéis das mãos e as pulseiras dos braços antes de começar; isso ajuda a prevenir acidentes e traumas. Um pneu furado é ruim, um dedo quebrado é pior. Depois, pegue o “macaco” e o posicione ao lado do pneu furado. Erga o carro o suficiente para diminuir o contato do pneu com chão, não mais que a altura de um dedo.

Se você encontrar duas pedras ou dois tijolos, escore o pneu antes de começar a retirar os parafusos.

A parte mais complicada

A parte mais complicada de se trocar um pneu é retirar os parafusos. É complicada porque é uma parte que exige bastante força física e cuidado para não causar acidentes. Uma vez com o carro levemente erguido e o pneu, preferencialmente, apoiado por duas pedras, retire a calota.

Normalmente, a calota é encaixada no aro do pneu. Uma vez retirada, você irá ver um conjunto de quatro parafusos. Pegue sua chave de roda, encaixe no parafuso e a gire no sentido anti-horário. Essa é a parte mais importante: para afrouxar um parafuso, você gira no sentido anti-horário.

Para evitar que o pneu caia, você pode deixar um pouquinho do parafuso por retirar. Quando todos os parafusos estiverem frouxos, você os retirar por completo e, finalmente, retira o pneu furado. Atenção: devido ao atrito da chave de roda, o parafuso pode estar quente. Nunca coloque a sua mão para finalizar o trabalho se você não tiver certeza de que é seguro.

Retirado o pneu, começa a operação inversa, que é colocar o pneu em perfeitas condições. Encaixe o pneu nos quatro pinos correspondentes e aparafuse os pneus. Agora, você irá girar a chave de roda no sentido horário para poder apertar.

Palavrinha final

Na internet, há muitos “como fazer”, “manuais fáceis” e “guias rápidos”, sem contar infinitos tutoriais no YouTube. Um bom local para se aprender com passo-a-passo e vídeo muito objetivos é através do WikiHow. Essa página pretende ensinar a fazer de tudo, inclusive trocar pneu. Outra página fundamental para você acessar é a página da Facility. Nesse grupo de proteção veicular, você irá encontrar tudo o que é necessário para proteger o seu carro e sua família. A gama de serviços é muito ampla, incluindo até assistência residencial, orientação médica e jurídica.

Verifique o estepe e a Facility antes de viajar.

2017-10-24T10:14:37+00:00