Como escolher sua moto ideal – os quatro grandes tipos

Entre 2001 e 2014 a frota brasileira de motocicletas aumentou em 170%. Não é difícil entender esse número. As motos oferecem uma solução simples e eficiente para as necessidades de transporte de muitas pessoas. Porém, existe uma enorme gama de tipos e modelos delas. Isso gera dificuldade na hora de escolher qual irá realmente satisfazer suas necessidades e caber dentro do seu orçamento.

Por esse motivo preparamos esse texto, em que apresentamos os três tipos mais populares de moto no Brasil e suas principais características, para ajudar o motociclista iniciante a fazer essa escolha importante.

O que levar em conta?

Quando estiver decidindo qual moto comprar, vários fatores devem ser levados em consideração. Eles podem até parecer óbvios, mas eles são óbvios por um motivo: eles são importantes.

O primeiro desses fatores é o uso da moto. Por que você quer comprar uma moto? É para o uso diário na cidade? Ir para o trabalho? Ou apenas para o lazer? Ela será utilizada com frequência ou apenas nos finais de semana? Essas são perguntas sobre sua rotina que você deve indagar antes de escolher o modelo da moto.

Após, pense nos trajetos que você planeja fazer com ela. São asfaltados, calçados ou de terra? Você irá percorrer algumas quadras ou centenas de quilômetros? Vai enfrentar muito trânsito e engarrafamentos? O quão importante é o conforto? E as cilindradas? Tudo isso deve pesar na escolha.

As scooters

moto modelo scooter

Caso você queira dirigir na cidade e de forma frequente, as scooters são uma boa opção. Elas possuem boa carenagem (são aerodinâmicas, enfrentando pouca resistência do ar) e pneus pequenos, assim como tem o chassi leve. Essas características fazem dela um moto ágil, econômica e eficiente. Esses modelos fazem em média 60 quilômetros por litro e oferecem câmbio automático, aumentando sua praticidade.

São ideais para uso na cidade, para viagens curtas e por terrenos que não sejam muito acidentados. Oferecem um bom espaço para bagagem embaixo do banco. Porém, a sua leveza pode vir a ser um perigo para o motociclista imprudente ou inexperiente. Alguns exemplos de scooters incluem a Honda Biz 125, a Yamaha Crypton 115 e a Honda PCX 150 (a scooter mais vendida no Brasil em 2017).

As streets

moto modelo street

 

Caso você planeje fazer viagens de maior distância, enfrentar trechos mais acidentados ou simplesmente quer mais potência, as motos street são recomendadas. Vale lembrar que o nome city às vezes é utilizado para descrever essa categoria, então você talvez veja artigos e notícias que utilizam esse nome. Esses modelos são mais resistentes e tem um desempenho melhor em

situações que exigem mais aceleração e velocidade. Elas oferecem mais conforto no dia-a-dia e aguentam mais peso que as scooters.

Por esses motivos elas são consideradas modelos bastante versáteis. Não é à toa que muitas autoescolas ensinam futuros motociclistas utilizando modelos street. Alguns exemplos de streets incluem a Honda CG 160 (a mais vendida no Brasil em 2017), a Yamaha Factor YBR 125 e a Suzuki Yes 125.

As off-road

moto modelo off-road

Caso você planeje enfrentar estradas de terra, trilhas, buracos, dunas, morros, Deus e o Diabo, o modelo para você são as off-road. Também conhecidas pelos nomes de motos de trilha ou de motocross, elas são feitas para enfrentar os terrenos mais difíceis. São estes os modelos mais versáteis em relação às pistas que elas podem encarar.

Elas têm essa versatilidade pois possuem suspensão alta e mais robusta, para-lamas compridos e pneus com maior tração. Esses elementos, somados ao fato de que elas possuem uma curva de torque maior (conseguem fazer mais força em baixas rotações), fazem com que elas sejam capazes de atravessar até mesmo áreas alagadas e cheias de lama. Porém, elas costumam ter bancos rasos e duros, o que pode gerar desconforto para certos motociclistas.

As custom

moto modelo custom

Caso você queira colocar o conforto e a estética como fator principal, até mesmo sacrificando um pouco a versatilidade e a economia, os modelos custom podem ser os ideais para você. Elas têm um chassi robusto, motor maior, assento que permite maior autonomia e o seu peso garante estabilidade contra a ação do vento. Isso facilita mantê-las firmes e constantes, até mesmo em alta velocidade na estrada.

Esses modelos, como o nome indica, oferecem diversas oportunidades de customização para o motociclista que esteja interessado em modifica-la. É nessa categoria que encontramos algumas marcas famosas de motos, como a Harley-Davidson. Alguns modelos incluem a Suzuki Intruder 125 e a Kasinski Mirage 150.

Soluções em duas rodas

Bem, agora você conhece três dos principais tipos de motocicletas, suas características e alguns dos seus principais modelos. Não se esqueça de se manter consciente sobre qual é a verdadeira necessidade para a moto, pois esse deve ser o fator principal na hora da escolha.

É importante saber que mesmo após estar com a moto em mãos, ainda é preciso ter cuidados com ela. Mantenha-se preparado contra acidentes e imprevistos. Não deixe alguma surpresa danificar o seu veículo, ou, para piorar, alguma surpresa lhe deixar sem veículo algum.

2017-09-14T17:22:53+00:00