Aprendendo a dirigir com crianças no carro

Muitos pais e mães que já estão acostumados a dirigir sozinhos podem encontrar dificuldades quando os pequenos estão no carro. Nervosismo, ansiedade, preocupação com a segurança deles, é difícil equilibrar tudo isso com uma direção segura. Mas é possível vencer esses sentimentos e transportar os pequenos de forma tranquila.

Cuidados para o motorista

Nós sabemos que o carro é uma grande ferramenta no dia-a-dia de todos os pais Brasil afora. Tanto para o serviço quanto para o lazer, o carro é garantia de autonomia, permitindo que a pessoa possa se locomover sem depender do transporte público. Porém, quando colocamos uma criança dentro desse carro, especialmente alguém da nossa família, as coisas se tornam um pouco mais complicadas. É necessário prezar pela segurança com mais zelo ainda.

A primeira coisa que o motorista tem que atentar, seja um pai ou mãe, é a atenção na estrada. Embora isso seja recomendando sempre, quando há uma criança no carro ela deve ser redobrada. Até porque, uma colisão lateral contra o seu carro, pode até não oferecer um grande risco de vida para o motorista, porém uma criança nos bancos de trás estará vulnerável. Mesmo com a criança nos equipamentos de segurança, podem haver consequências. Então se mantenha alerta sobre outros veículos ao seu redor.

Também é importante pensar no que a criança está fazendo no banco de trás. Isso porque, se ela estiver fazendo muito barulho ou bagunça, pode distrair o motorista e tirar sua atenção da pista por vários segundos. Tente manter a criança entretida e caso precise falar com ela, faça isso sem tirar os olhos da via. Assim se garante a segurança de todos.

E para os pais que gostam de deixar os filhos brincando enquanto dirigem, tome cuidado com o brinquedo. Os pequenos podem fazer com que a criança se engasgue, assim como brinquedos maiores que se desmontam ou soltam partes. Na tentativa de entreter seu filho, você pode acabar criando um problema a mais enquanto dirige.

Cuidados para a criança

Quem não transporta crianças de acordo com a lei de trânsito recebe uma infração gravíssima, que acarreta 7 pontos na carteira, multa de R$ 293,47 e retenção do veículo até a irregularidade ser corrigida. Ninguém quer sofrer essas punições. Por isso, crianças menores de 10 anos, apenas no banco de trás, e até 7 anos e meio, só com equipamento exigido.

Por isso, é necessário se manter atento em relação à cadeirinha que deve ser utilizada para a sua criança. De acordo com as normas do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) o uso do equipamento é determinado pela idade da criança. E se assegure que o equipamento possui o selo de qualidade do Inmetro.

As crianças com até 1 ano de idade devem sentar no equipamento bebê conforto, também conhecido como conversível. A criança deve estar devidamente colocada no dispositivo, firme e estável, de forma que não fique balançando ou oscilando dentro do equipamento. O equipamento deve estar preso ao banco traseiro de forma que não possa se mover e de costas para os bancos frontais. Assim, o bebê conforto garante maior estabilidade para a criança dentro dele e que não será afetado por movimentos bruscos ou freadas.

As crianças entre 1 e 4 anos de idade devem sentar no equipamento conhecido como cadeirinha. Assim como no bebê conforto, a criança deve estar firme e estável dentro do equipamento, e o

equipamento, através dos cintos do banco traseiro, deve estar bem preso e não frouxo. A criança deve ficar de frente para os bancos frontais e imóvel na cadeirinha.

As crianças com idade superior a 4 anos e inferior ou igual a 7 anos e meio devem sentar no equipamento conhecido como assento de elevação. O assento serve para colocar a criança na altura ideal para que os cintos do banco traseiros se encaixem no tronco dela. Assim, ela já fica firmada no banco apenas com o uso dos cintos. A criança fica sentada de frente para os bancos frontais.

Para as crianças entre 7 anos e meio e 10 anos, já não é necessário mais nenhum dispositivo específico, porém, elas ainda não podem sentar no banco da frente. Ela deve sentar no banco traseiro, fazendo uso do cinto de segurança. A partir dos 10 anos, ela pode sentar nos bancos frontais. Um cuidado, no entanto. O pai deve levar em conta a altura da criança, já que uma criança muito baixa no banco do carona pode ser ferida pelo airbag em caso de ativação dele.

Segurança para todos

Tomando os cuidados devidos na pista, assim como utilizando os equipamentos de segurança, dirigir com uma criança não precisa ser fonte de preocupação para ninguém. E existem outras formas de garantir a segurança e proteção do seu veículo e familiares. Dê uma olhada no Programa de Benefícios Automotivos da Facility e veja como podemos garantir sua tranquilidade no trânsito. E se quiser saber o quão acessível são todos esses benefícios, faça uma simulação gratuita no nosso site.

2017-11-22T13:59:17+00:00